sábado, 26 de setembro de 2009

Pingos de Luz


Para esta postagem em homenagem à Sofia publico sua poesia: QUINTAL
-
O orvalho na grama
evapora desejos
caídos
-
Pássaros pescam
em árvores
frutas de cores
-
Cadeiras balançam
no espaço
sorrisos verdades
-
Prendedores no varal
beliscam
o movimento do ar
-
Aquarelas colorem
pensamentos
em tessituras de nuvens
-
Riscos no chão
pulam
tempos escassos
-
Brinquedos amontoam
em caixas
curiosidades abertas
-
Pés cheiram
arroubos de vento
na terra
-
O cão lambe
carinhos
na mão do menino
-
Na rede descansa a tensão de sua mãe
Para outras poesias clique no link ao lado: BLOG DE SOFIA

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Explosão de Cores

Uma flor em meu caminho... angelical!!

Fungo

Orelha de capeta - Marrom Glacê

Hora do Lanche


Marrom Chocolate...hummmmm!!!! Hora do lanche

Hora do Lanche


Procurando Castanhas


Esquilo na sapucaia

Aquele Abraço!


Orquidea Maxillaria Picta





Flor Campestre


Maria Cavaleira (Para João)

O canto dos pássaros é uma poesia harmoniosa
Principalmente quando o canto é um ritual de amor...
Sagrado ritual que se repete..
e perpetua espécies num canto de tenor!!!

Natureza - Beleza entre pedras


A beleza está entre as pedras de uma rua....
eu a vejo num musgo despercebido,
cujas folhas reluzem num majestoso prateado
o reflexo do céu
em gotas de orvalho caído.

Misty Eye II - Yellow Submarine


And we lived beneath the waves
In our yellow Submarine...

Mysty Eye - Mímica





Meus Olhos :
Vejo a natureza - perfeita..e observo que a poesia está nas formas, na mímica, nas cores fracas...nas cores fortes, bem feitas...nos contrastes...nas nuances fora das normas. A natureza é generosa e é, enfim..por sí só, uma poesia sem fim!!

Amigos seguidores e visitantes, a partir desta postagem o blog SHUTTER estará com todas as fotografias já editadas, corrigidas para o tamanho maior, uma vez que foram publicadas com formato menor.
Após as atualizações terem sido completadas, novas postagens virão...um abraço!

domingo, 10 de maio de 2009

Deep Throat - Deep Blue





Eu já te sabia
desde o início
todo o final.
Os castelos de areia que construímos junto
seu vi.
Depois destruímo-nos
e nus deitamos
sobre a
sobra
que presta
quando
subtraí-se
o que em nenhum
dos dois resta.
Sofia Fada

Brown Sugar



LUEHEA
Segundo o livro Árvores Brasileiras - vol. 1 de Harri Lorenzi (Instituto Plantarum, 3.ª ed., 2000), a Luehea grandiflora é uma árvore caducifólia que pode atingir os 25 metros de altura, espontânea no Brasil desde a Bahia até ao Rio Grande do Sul, de distribuição irregular mas mais frequente nas margens dos rios. Um dos seus nomes brasileiros, açoita-cavalo, é cruel mas literal, pois os seus galhos muito flexíveis são usados como chicotes. A foto é um detalhe do fruto após floração

Misty Eyes - Oriental Style


Nossa vida
Nossa vida é como uma estrada de idas e vindas pelos mesmos caminhos... é muito bom a gente voltar nestes caminhos e rever amigos que se tornaram ausentes....atualizar paisagens memorizadas ou fotografadas que, por serem mutantes, às vezes não contemplam mais objetos, monumentos, praças e ruas que fizeram parte dela!


Mudando visual

Amigos e amigas de meu fotolog, estou reprisando os gadjets anteriormente publicados, substituindo-os por postagens, afim de melhorar a visualização deste fotolog dedicado a vocês!

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Beijo meu!

Uma beija flor voou rente ao meu rosto
encostou o bico em meu bigode
eu o senti quase pousando em meu queixo
com sua leveza angelical
enquanto o observava de rosto erguido
pousou em meu boné numa breve escala
voou e pousou sobre uma divisória
explodindo em cores sublimes
com suas asas pesadas e rabo longo
em majestoso azul turquesa!

sexta-feira, 6 de março de 2009

Caras e bocas!

Juro que vi silhuetas de faces dentro de minha bola de cristal!
Para provar fotografei!!! Um bocão aqui, um bigode mexicano ali...
todos olhando para o alto!!
uma cara redonda mascarada deitada!!!! Confira

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Manhã de fogo!!



Hoje amanhecí em chamas

de repente, tu me chamas

o céu amanheceu em mancha

de marrom, vermelho....e os anjos,

tingiam nosso amor de laranja!!!

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Amo esta minha flor!

Hoje, fazendo uma homenagem a uma grande amiga, Rosângela Maluf, publicando uma de suas poesias:FIM DE AMOR

FIM DE AMOR...
(ou amor, no fim)
r. maluf
Um grande amor
Não pode se calar assim
Nem pode se manter assim
Inerte
Imóvel
Apático
Estirado em um canto qualquer
Esperando por um raio de sol
Um grande amor
Não sabe se manter assim
Não sabe se fechar assim
Distante
Ausente
Fechado em copas
Longínquo
Isolado em torres
Silente
Em cinzas...
Um grande amor
Não pode ser indiferente assim
Nem pode ser descolorido assim
Nem viver de pedacinhos assim
De migalhinhas assim
À mercê dos ventos
Dependente das marés
Da lua
Da força dos elementos
Um amor assim
Não é grande
Porque não mais permite
Não mais insiste
Não desiste
Mas também não pode
Multiplicar
Nem dividir
Porque nada mais
Há que se repartir

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Laelia

Esta tem nome de mulher... só poderia pois é tão bela!! Bella... belíssima..Bravo!!!